O barato sai caro

Não há quase nada no mundo que outras pessoas não possam fazer um pouco pior e vender um pouco mais barato. Os clientes que se orientam apenas pelo preço, são presas fáceis desses maus profissionais.

ATgAAABEX3rjGwq1afzLgvjEsfJZT5kxGvaABO4b0b7QM8cGhq-uTkDlJgRkophHHjnlTFueKKgpgsXK6DcURBcHQPAjAJtU9IMG_6460Aniversário 11 anos Beatriz 075

É insensato pagar muito, mas igualmente insensato pagar muito pouco.Quando se paga demasiado, apenas se perde algum dinheiro, mas quando se paga muito pouco, por vezes perde-se tudo, uma vez que o objeto comprado muitas vezes não cumpre a tarefa para a qual o comprou.
A lei da economia proíbe receber muito valor por pouco dinheiro.
Se escolher a proposta mais barata, deve reservar algum dinheiro para o risco que assume. Ao fazer isto, já tem dinheiro suficiente para comprar um produto melhor.

John Ruskin (sociólogo).

 

 

 

O que eu sou? Sou um prestador de serviços e um realizador de sonhos.

Voce sabe o que é ser um PRESTADOR DE SERVIÇO?

 

O prestador de serviço quando se coloca no mercado disposto a vender um serviço, esteja certo de que não conseguirá evitar esse relacionamento direto para realizar o ato humano de troca. Prestar serviço tem o objetivo de resolver o problema do outro com informações, sugestões ou atividades. Por isso, quem presta serviço teve que se preparar profissionalmente para fazê-lo. O prestador de serviços existe para fazer aquilo que a outra pessoa não sabe, não pode, não quer ou não precisa fazer por si mesma. O profissional que presta serviço tem por obrigação de prestar um serviço com alta qualidade, que preste, que funcione, que atenda e até supere as expectativas do cliente, é necessário que se tenha em mente que o comprador é sempre uma pessoa, mesmo que o serviço esteja sendo pago por uma empresa. Algumas vezes, quem oferece um serviço preocupa-se apenas com o contéudo do que está apresentando, e não com a forma. É um engano, a forma abre caminho para o exame de competência. Em um mercado tão competitivo, não se pode acreditar exclusivamente na aparência e no valor intríseco de um serviço, tem que se acreditar no capital intelectual do prestador de serviço.